Pesquise Aqui

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Natal e Fim de Ano



E
u sei escrever pouco sobre o Natal, sobre o Ano Novo... Podem me chamar de louco, o que eles são, afinal?
Não consigo compreendê-los; tocá-los e senti-los efetivamente! A não ser um frenesi, por nós atribuído... Apenas uma ilusão na mente... Se o Natal nem é de todos, pois só dos Cristãos é dom! E para alguns, é festa; um carnaval sem samba enredo, nem tom! Porque o Ano Novo é quase nada, exceto, ser um símbolo arrasador que embrutece e esmaga: sonhos, ideologias e que depois causa dor!
O tempo contado poderia ser contínuo, sem a farsa do Ano Novo. Sem a promessa medíocre, de um avesso solstício... Repleto de mentiras injustas, para o reduto de um povo...

JaloNunes.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Jogo do Bicho



H
á quem diga que existe uma estreita relação entre os sonhos e o jogo do bicho. Mas não é tão simples assim, existem certos tipos de frutas, alimentos, comportamentos, pessoas, etc. que podem se converter numa numeração relacionada, a qual se torna a aposta do jogo. Os mais espertos e centrados, capazes de ter plena lembrança do sonho, após acordarem, possuem chances valiosíssimas de serem os sortudos; desde que apostem, é claro!

Por exemplo:
“ABACATE - Maduro: esperança, dias melhores. Verde: alguma tristeza na família, talvez uma discussão ou briga entre parentes. Bicho: CABRA - G = 6 - D = 21 - C = 921 - M = 5921”;
“AMIGO - Ótimo sonho. Amizades sinceras, prontas a ajudar, sempre interessadas. Alguém de fora trará boas notícias há muito tempo aguardadas. Bicho: CAMELO - G = 8 - D = 30 - C = 330 - M = 3330[i]”.

Mas, esta tarde, um funcionário do local onde eu trabalho, dizia a outro cidadão que havia sonhado com Geraldo (que é outro funcionário). O “sonhador“ se lamentava, porque, segundo ele, Geraldo não tinha aparecido no trabalho, para que ele pudesse copiar os números da placa do carro de Geraldo, para com os números, poder jogar (no jogo do bicho).
Eu ia passando, ouvi parte da conversa e adverti: - que jogo do bicho o que rapaz, você tá é apaixonado por Geraldo!
Ele olhou-me e disse: - que apaixonado que nada, "homi", eu queria era o dinheiro!
JaloNunes.

[i] Disponível em: http://www.ojogodobicho.com/sonhosindicea.htm Acesso em dez. de 2014.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

"Google Maps"



D
urante esta tarde eu fazia uma pesquisa no Google Maps sobre um trajeto desde Palmeira dos Índios/AL até Baturité/CE.
Porém, me faltou atenção, bem como fazer uma leitura minuciosa das informações apresentadas na referida pagina da web; quando não fazemos uma leitura global, inicialmente, e posteriormente focamos naquilo que precisamos, é comum que venhamos a cometer erros, perder tempo e nos equivocar...
Pois bem, quando inscrevi as informações no referido site, ele me mostrou que de Palmeira dos Índios a Baturité são aproximadamente 752 km, sendo necessárias 153h de viagem, ou seja, quase 6 dias na estrada.
Daí eu me angustiei, se para chegar a Baturité precisava viajar por tantos dias, imagine se eu tivesse que ir a Natal/RN (580 km), Fortaleza/CE (895 km), a Teresina/PI (1.043 km), a Vitória/ES (1.566 km), a Palmas/TO (1.838), entre outras cidades?
Mas alguma coisa não batia, porque eu lembrava uma viagem a Salvador/BA, cerca de 529 km, que durou cerca de 7h 38 min., ou seja, algo estava errado!
E estava mesmo: uma ferramenta na página do Google Maps me causava esta louca confusão.
O Google Maps oferece pelo menos três possibilidades, ao pesquisar as rotas: viagem em veículo, viagem de ônibus e viagem a . Justamente esta última estava marcada, por isso essa previsão de longa caminhada (6 dias, a pé)...
O correto, portanto, seria: 844 km, pela BR-110, trajeto este, feito em apenas 12h e 27 min.
Então me aguarde Baturité!
JaloNunes.